Skip to topic | Skip to bottom
Home
Agora
Agora.ProducaoDeParesSustentadaEmBensComunsr1.2 - 15 May 2019 - 13:53 - GregorioIvanoff

Start of topic | Skip to actions

Pinguim de Coase, ou Linux e a natureza da empresa


Yochai Benkler. Disponível em < http://www.benkler.org/CoasesPenguin.PDF >. Acesso em 13 mai. 2019.


English - Durante décadas nossa compreensão de produção econômica foi que os indivíduos ordenam suas atividades produtivas em uma de duas maneiras: como empregados nas empresas, seguindo as instruções dos gerentes, ou, como indivíduos nos mercados, seguindo os sinais de preços. Essa dicotomia foi identificada pela primeira vez nos trabalhos iniciais do Prêmio Nobel Ronald Coase e foi desenvolvida mais explicitamente no trabalho do economista neo-institucional Oliver Williamson. Nos últimos três ou quatro anos, a atenção pública concentrou-se em um fenômeno socioeconômico de quinze anos no mundo do desenvolvimento de software. Esse fenômeno, chamado software livre ou software de código aberto, envolve milhares ou até dezenas de milhares de programadores que contribuem para projetos de grande e pequena escala, onde o princípio central da organização é que o software permanece livre de restrições para cópia e uso, comuns a materiais proprietários. Ninguém "possui" o software no sentido tradicional de poder comandar como é usado ou desenvolvido, ou controlar seu arranjo. O resultado é o surgimento de uma colaboração vibrante, inovadora e produtiva, cujos participantes não estão organizados em empresas e não escolhem seus projetos em resposta a sinais de preços.

Neste artigo, explico que, embora o software livre seja altamente visível, é, na verdade, apenas um exemplo de um fenômeno socioeconômico muito mais amplo. Sugiro que o que estamos vendo é o amplo e profundo surgimento de um novo terceiro modo de produção no ambiente digitalmente conectado em rede. Chamo esse modo de "produção [de] pares [sustentada] em [bens] comuns", para distinguí-lo dos modelos de empresas e mercados baseados em propriedade e contrato. Sua característica central é que grupos de indivíduos colaboram com sucesso em projetos de larga escala seguindo um conjunto diversificado de ativadores motivacionais e de sinais sociais, ao invés de preços de mercado ou comandos gerenciais.

O artigo também explica por que esse modo tem vantagens sistemáticas sobre mercados e hierarquias gerenciais quando o objeto de produção é informação ou cultura, e onde o investimento de capital necessário à produção - computadores e capacidades de comunicação - é amplamente distribuído em vez de concentrado. Em particular, este modo de produção é melhor que empresas e mercados por duas razões. Primeiro, é melhor em identificar e atribuir capital humano aos processos de informação e produção cultural. Nesse sentido, a produção por pares tem uma vantagem no que chamo de "custo de oportunidade da informação". Ou seja, ele perde menos informações sobre quem é a melhor pessoa para um determinado trabalho do que qualquer um dos outros dois modos organizacionais. Em segundo lugar, há retornos crescentes substanciais para permitir que clusters muito maiores de potenciais colaboradores interajam com clusters muito grandes de recursos de informação em busca de novos projetos e empresas de colaboração. Remover a propriedade e o contrato como princípios de organização da colaboração reduz substancialmente os custos de transação envolvidos em permitir que esses grandes grupos de potenciais colaboradores analisem e selecionem em quais recursos trabalhar, para quais projetos e com quais colaboradores. Isso resulta em ganhos de alocação, que aumentam mais do que proporcionalmente com o aumento no número de indivíduos e de recursos que fazem parte do sistema. O artigo conclui com uma visão geral de como esses modelos usam uma variedade de estratégias tecnológicas e sociais para superar os problemas de ação coletiva geralmente resolvidos em sistemas gerenciais e baseados no mercado por propriedade e contrato.


Palavras-chave: economia de informação em rede, relações sociais em produção, ambiente em rede, produção de pares


English: commons-based peer-production


Resultados: 2019

-- GregorioIvanoff - 13 May 2019
to top


Direitos de cópia © 1999-2019 pelos autores que contribuem. Todo material dessa plataforma de colaboração é propriedade dos autores que contribuem.
Ideias, solicitações, problemas relacionados a Ilanet? Dê sua opinião
Copyright © 1999-2019 by the contributing authors. All material on this collaboration platform is the property of the contributing authors.
Ideas, requests, problems regarding Ilanet? Send feedback